NOME NOME NOME NOME

09/08/2023

ACUSADO DE PARTICIPAÇÃO NA MORTE DA ADOLESCENTE GEANE EM MOSSORÓ VAI A JURI POPULAR




O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri Popular de Mossoró volta a se reunir no Fórum Municipal Desembargador Silveira Martins, a partir do próximo dia 21 de agosto, para iniciar Segunda Reunião Ordinária do ano de 2023, que ainda terá outras 3 sessões no mês de agosto, no dia 22, 28 e 29.
O primeiro a sentar no banco dos réus, no dia 21, é Thailson Vinicius da Silva, conhecido como “Bibi da Carroça”, de 23 anos.
O réu está preso desde o dia 13 de julho de 2022, após ser capturado por policiais da 53ª Delegacia de Polícia (DP de Polícia de Pau dos Ferros).
Thailson é acusado de ter participado do homicídio da menina Geanne de Melo Nogueira, no dia 4 de novembro de 2018, do Dom Jaime Câmara. A adolescente foi morta por vingança, arrastada pela rua, torturada e teve o corpo queimado.
De acordo com a denúncia, o réu foi o responsável por cobrar o combustível utilizado para carbonizar o corpo da menina.
Outros cinco acusados pelo crime já foram à júri popular. Apenas um deles foi absolvido, mas o Ministério Público do Rio Grande do Norte ainda está recorrendo da decisão.

RELEMBRE O CASO

Geane de Melo Nogueira, de 12 anos, foi raptada no dia 4 de novembro de 2018, da própria casa. De acordo com os autos do inquérito, os acusados, armados, foram até a casa da menina e ordenaram que ela saísse. Como a avó da menina negou, eles invadiram a residência.
Geane foi retirada do local à força, sendo insultada e agredida com socos e coronhadas. Em seguida, ela foi levada do local.
Ela passou dois dias desaparecida. Na época, o pai da menina chegou a gravar um vídeo pedindo ajuda para localizá-la.
O corpo da menina foi encontrado dois dias depois, no dia 6 de novembro, queimado e em avançado estado de decomposição, em um matagal da Favela do Velho, no bairro Malvinas.
Durante as investigações, ficou comprovado que Geane foi morta por vingança. Ela foi raptada, torturada, morta e queimada por ser irmã dos assassinos de Calleb, no caso Giovane e Jefferson Nogueira.
Ao tentar matar Iranilson, Giovane e Jefferson terminaram matando Calleb. baleando a mãe dele (Débora) na garganta e também o alvo, no caso Iranilson Bezerra. Calleb morreu com um tiro na cabeça e seus pais sobreviveram.
Os irmãos de Geane, Geovani de Melo Nogueira, conhecido por Buxudo, e Jefferson de Melo Nogueira, conhecido por Bebu, foram julgados pela morte de Calleb, bem como pelas tentativas de homicídio da mãe dele, Débora Maria Bezerra de Sousa, e do pai, Francisco Iranilson.
O júri popular da dupla aconteceu em 4 de março deste ano. Juntos os irmãos foram condenados a 102 anos de prisão em regime fechado.

MH

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

 
Se inscreva no canal TV Passando na Hora no Youtube.
Inscreva-se