NOME NOME NOME NOME NOME NOME NOME

27/11/2023

ACUSADA DE MATAR CAICOENSE NA PB COM 95 FACADAS É CONDENADA A 67 ANOS DE PRISÃO; ELA PODE TER MATADO OUTRAS DUAS PESSOAS NO RN




A mulher, identificada como Marilene da Silva Ramos, de 45 anos, foi condenada a cumprir pena de 67 anos, dois meses e 20 dias de reclusão, em regime fechado. Ela é acusada de matar a caicoense Gillimara Santos da Costa, com 95 facadas e tentar contra a vida de Eliene Santos da Silva Diniz e Davi Lucas Santos da Silva, mãe e sobrinho da vítima. O júri popular aconteceu na capital paraibana, na última quinta-feira (23).
O crime aconteceu no loteamento Parque do Sol, em Gramame, Zona Sul de João Pessoa, em março de 2021. Marilene foi presa no mês seguinte, já na cidade de Campina Grande. Segundo a Polícia Civil, a motivação do crime seria ciúmes, após um relacionamento de aproximadamente cinco anos.
“Às circunstâncias do fato demonstraram que Marilene agiu com extrema frieza e sanha mortífera. A vítima, de acordo com os autos, em nada aparenta ter contribuído para o delito”. Nesse contexto, o magistrado aplicou a pena definitiva de 38 anos e 04 meses de reclusão.
Durante a sentença, o juiz destacou a utilização de medicamentos e venenos por parte da acusada, o que somou os crimes. “os medicamentos benzodiazepínicos e veneno foram colocados na noite anterior ao crime de feminicídio e, para cada copo/taça houve a colocação das substâncias mencionadas. Já o feminicídio, se deu no dia seguinte. Portanto, foram três ações distintas realizadas. Por essa razão, faço o somatório das penas, totalizando 67 anos, 02 meses e 20 dias de reclusão”.
Pela tentativa de homicídio contra Eliane Santos da Silva Diniz, a pena definitiva foi de 13 anos e 04 meses de reclusão, já em relação ao crime praticado contra Davi Lucas Santos da Silva, o juiz impôs 15 anos, 06 meses e 20 dias de reclusão.
O crime
A perícia contabilizou cerca de 95 perfurações de faca no corpo da vítima. Testemunhas informaram que, antes de cometer o crime, a mulher teria dopado a sogra, a companheira e um sobrinho.
Segundo o relato de uma moradora, por volta das 5h da manhã, a mãe da mulher esfaqueada pediu socorro para a filha. Em seguida, os moradores acionaram a Polícia Militar e socorreram a mãe e o sobrinho da vítima, de 7 anos.
A investigação apontou que a idosa e a criança foram dopados com veneno misturado no café e no suco. Os dois foram levados pelo SAMU para o hospital.
A mulher de 45 anos presa suspeita de matar a companheira com 95 facadas, em João Pessoa, também é suspeita de ter matado pelo menos outras duas pessoas no Rio Grande do Norte.
Segundo a delegada Emilia Ferraz, titular da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa da capital paraibana, Marilene da Silva Ramos era foragida da Justiça do RN por ter matado um homem, em 2011, com a ajuda de um comparsa. Ela também teria matado este comparsa em 2014. O inquérito foi concluído nesta segunda-feira (29).

 NOME
Blog do BG

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

class='tabs-widget-content tabs-widget-content-widget-themater_tabs-1432447472-id' id='widget-themater_tabs-1432447472-id2'>

 
Se inscreva no canal TV Passando na Hora no Youtube.
Inscreva-se