NOME NOME NOME NOME NOME

13/05/2020

RN ULTRAPASSA 100 MORTES POR COVID-19 E NÚMERO DE CASOS CONFIRMADOS DISPARA




Durante coletiva, secretário adjunto de Saúde do RN, Petrônio Spinelli, repassou informações sobre o Covid no Estado (Imagem: Reprodução)
O Rio Grande do Norte registrou 101 óbitos com confirmação do novo coronavírus e 2.365 casos confirmados de Covid-19, segundo informou o secretário adjunto de Saúde, Petrônio Spinelli, durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira, 13, em Natal. São 332 novos casos em relação aos 2.033 informados no boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde Pública do Estado (SESAP RN) ontem, 12.
Seis dos oito óbitos informados durante a coletiva ocorreram no Oeste do Estado. Em Mossoró, um paciente faleceu ontem, 12; em Assú, um paciente de 90 anos com neoplasia morreu na segunda-feira passada, 11; em Baraúna, um paciente foi a óbito ontem; três pessoas de Areia Branca, perderam a vida em decorrência da doença, um dos óbitos ocorreu no dia 7 de maio, outro foi registrado ontem e a data do outro óbito não foi informada. Os outros dois óbitos informados ocorreram em Parnamirim e são referentes a um paciente de 68 anos, que foi a óbito no dia 7 e um paciente e 43 anos que faleceu ontem, segundo informou a assessoria de comunicação da Sesap. Outros 48 óbitos estão em investigação no Estado.
“Esses óbitos mostram claramente a concentração de doentes graves precisando de UTI na região do Oeste e na Região Metropolitana”, informou o secretário adjunto de Saúde.
O boletim epidemiológico desta quarta-feira ainda não foi emitido, de acordo com a assessoria de comunicação da Sesap, os dados apresentados na coletiva são parciais e pode haver novos casos.
Segundo Petrônio Spinelli, o RN tem 7.818 casos suspeitos e 6.280 descartados.
O secretário alertou novamente sobre o baixo índice de isolamento social. “Taxa de isolamento social apurada ontem foi de preocupantes 43%”, disse Spinelli. “Se o isolamento não voltar a 60% nós continuamos sob risco de não dar conta”, acrescentou.
Ocupação dos leitos
A região metropolitana do Estado apresentava, até o momento da coleta dos dados repassados pelo secretário, a maior taxa de ocupação dos leitos. “Onde nos temos 96% dos leitos críticos, envolvendo hospitais do Estado, Hospital Municipal e hospital contratado SUS, que é o Rio Grande. Desses leitos, nós temos ocupação completa do Giselda Trigueiro. O único hospital que ainda tem vaga é o Hospital da Polícia, com duas vagas”, informou o secretário adjunto de Saúde.
Petrônio Spinelli também falou sobre a fila de espera por regulação e disse que é a fila quem que dá a dimensão entre a superlotação e o colapso. “Se a fila implicar em uma quantidade de leitos de prioridade 1 e 2 maior do que o número de respiradores, aí a situação passa a ser desesperadora”, afirmou.
Segundo o secretário, no momento da coletiva havia duas pessoas na ‘prioridade 1’, três na ‘prioridade 2’ e 29 pessoas consideradas ‘prioridade 3’.
Com relação a Mossoró, o secretário informou que, considerando leitos adultos, críticos, a ocupação é de 89%, com internamentos em 15 dos 17 leitos do Hospital Regional Tarcísio Maia e 18 dos 20 leitos do Hospital São Luiz.
Em Pau dos Ferros não havia internação e Caicó tinha taxa de ocupação de 40%, com oito dos 20 leitos ocupados.
“No momento 297 pessoas internadas entre todos os leitos Covid”, acrescentou, informando que 167 pessoas em leitos críticos e 130 leitos clínico.
De acordo com Petrônio Spinelli, nesta semana há expansão de leitos nas quatro regiões do Estado.

Bruno Barreto

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.