NOME NOME NOME NOME NOME

30/04/2020

HOTEL THERMAS EM MOSSORÓ DEMITE MAIS DE 200 FUNCIONÁRIOS E NÃO TEM PREVISÃO DE RETORNO




Thermas possui mais de 400 leitos Foto: reprodução
O Thermas Hotel e Resort, situado em Mossoró, confirmou a demissão de mais de 200 funcionários.
O setor hoteleiro é um dos mais impactados com a greve crise econômica, reflexo da pandemia do novo coronavírus.
"Como 90% dos hotéis do Brasil, estamos fechados desde abril, e devido a situação que estamos vivendo, não temos perspectivas de quando poderemos voltar, já que o turismo deve ser o último setor a retornar. Sendo assim, como tem acontecido de forma maciça no segmento, as demissões acabaram por ser inevitáveis", afirmou o diretor do Thermas, Gabriel Barcellos.
"Esperamos poder retornar, assim que voltarmos a um mínimo de normalidade. Infelizmente esta é a realidade do setor do turismo no Brasil, que era responsável por quase 9% do PIB brasileiro. As demissões já passam da casa dos 300 mil, e nesta virada de mês irá aumentar significativamente", complementou.As atividades do Thermas estão suspensas desde o dia 30 de março.
História
O Hotel Thermas é um dos maiores do Rio Grande do Norte.  Foi inaugurado em 12 de janeiro de 1979 pelo Governo Lavoisier Maia Sobrinho, com objetivo de interiorizar o turismo do RN e aproveitar as potências da região.
Foi privatizado em 1991.
Atualmente possui mais de 400 leitos.
A informação foi oficializada por meio de nota da diretoria.
"Infelizmente, a pandemia do novo coronavírus tornou-se uma ameaça não só para as pessoas, mas também para a saúde das empresas. O setor de turismo foi um dos mais atingidos pela crise, registrando o fechamento de inúmeros hotéis pelo país", afirmou a direção do hotel, em nota.
"Decretos governamentais baseados nas recomendações da Organização Mundial de Saúde, indiscutivelmente regidos pela responsabilidade, a segurança e a proteção à vida, inviabilizaram a nossa atividade. Sem perspectivas de ocupação e com os cancelamentos das reservas de hospedagem e eventos, em virtude da proibição de aglomeração, não nos restou outra alternativa a não ser encerrar este ciclo", continua a nota.
Famoso nacionalmente e mesmo em outras partes do mundo por causa das suas piscinas de águas termais, recurso natural da região, o Hotel Thermas teve seu auge durante o crescimento do mercado de petróleo e investimentos da Petrobras na região. Também sediou muitos eventos realizados na cidade. Em março, um evento do governo federal, que teria a presença do presidente Jair Bolsonaro, foi cancelado por causa da decretação da pandemia global da Covid-19.
Na nota, a empresa afirma que segue com o objetivo de ver o hotel reaberto no futuro.

Saulo Vale

comentário(s) pelo facebook:

Um comentário:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.