NOME NOME NOME NOME NOME

20/12/2019

SUSPEITO DE MATAR EX-NAMORADA EM SÃO MIGUEL É TRANSFERIDO PARA O RN APÓS SER PRESO EM SÃO PAULO




Vítima foi baleada no rosto em assalto forjado pelo homem no dia 23 de novembro, em São Miguel. Homem estava foragido e foi preso em Guarulhos, SP, no dia 11 de dezembro.
O homem suspeito de matar a ex-namorada, Renata Ranyelle Almeida, de 23 anos, em São Miguel, no interior do RN, foi transferido para Natal na noite desta quinta-feira (19). Ele foi preso no dia 11 de dezembro, em Guarulhos, no estado de São Paulo.
Segundo a Polícia Civil, o suspeito foi levado para a Central de Flagrantes em Cidade da Esperança, Zona Oeste da capital potiguar. Nesta sexta-feira (20) ele irá ao Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN) para fazer exames e será encaminhado ao sistema penitenciário.
Após ser detido, o homem confessou o crime (veja vídeo)
De acordo com a Polícia Civil do Rio Grande do Norte, os investigadores potiguares repassaram informações sobre o suspeito, que acabou detido pelo grupo Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), da Polícia Civil de São Paulo. Ele estava escondido em um depósito que pertence a um amigo.
A Polícia Civil ainda afirmou que o homem deixou São Miguel de carro, viajando pelo interior do país. De acordo com os investigadores, é ele quem aparece de capacete nas imagens gravadas pela câmera de segurança da loja onde Renata trabalhava e onde o crime aconteceu. Ele teria tentado simular um assalto.
No vídeo, é possível ver a mulher esvaziando o caixa do estabelecimento, para entregar o dinheiro ao bandido. Mesmo sem ela esboçar qualquer reação, o criminoso levanta o braço a atira no rosto dela, fugindo em seguida sem levar nada.
Visita no hospital
Ainda de acordo com a Polícia Civil, Paulo Roberto visitou a vítima no hospital, mesmo depois de atirar nela. Ele apareceu em uma fotografia tirada dentro da unidade hospitalar, segurando a mão de Renata. Pela foto, o delegado Júlio Costa, que apura o caso, confirmou que se tratava do principal suspeito do crime. Ele teve uma filha com a vendedora, que tem um ano de idade.
G1-RN

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.