NOME NOME NOME NOME NOME

30/10/2019

MORTE DE PM DA PARAÍBA: PMs DO RN PODERÃO RESPONDER POR CRIME DOLOSO




Polícia Civil da Paraíba alega que houve excesso por parte dos militares envolvidos na morte do Cabo Edmo Tavares. Caso está sendo investigado pela Delegacia de Solânea
Cabo Edmo Tavares, da PM da Paraíba, morreu ainda no local. Foto: Instagram
Três policiais militares do Rio Grande do Norte suspeitos de assassinar o cabo Edmo Tavares, da Polícia Militar da Paraíba, poderão responder por homicídio doloso. O crime aconteceu na tarde da terça-feira (29), no município de Tacima, no Curimataú paraibano. De acordo com o delegado Diógenes Fernandes, os militares potiguares estavam cumprido um mandado na cidade quando ocorreu o confronto com a vítima.
O delegado relatou que a vítima confundiu a ação policial com uma investida criminosa, bem como os PMs acreditavam que Edmo estava em atitude suspeita. “Vieram ao estado da Paraíba cumprir um mandado de prisão de um foragido da Comarca de Nova Cruz (RN) e, naquela localidade, no distrito de Cachoeirinha, em Tacima, se encontrava o PM da PB na sua folga. Eles estavam descaracterizados, sem viaturas e a vítima pensou que se tratava de uma investida criminosa”, disse.
Nesse momento, a vítima sacou a arma e atirou. Os militares também efetuaram disparos e atingiram o cabo. Edmo ainda conseguiu fugir, mas sofreu um acidente de carro a poucos metros do local. Ao conseguir sair do carro, os outros policiais o alcançaram e atiraram mais vezes. “A princípio, já foi constatado que houve um excesso na ação da PM do RN. Se comprovado isso até o final do inquérito, eles poderão responder por homicídio doloso”, finalizou o delegado.
Os carros e as pistolas dos envolvidos foram apreendidas e encaminhas para a perícia. Os três militares se apresentaram na Delegacia de Solânea para prestar depoimento e foram liberados.
Comando da PM no RN afasta policiais envolvidos
Os três policiais do 8º Batalhão da Polícia Militar no Rio Grande do Norte envolvidos em ação que resultou a more do cabo Edmo Tavares, da PM da Paraíba, foram afastados das suas funções e responderão a inquérito policial militar. O comandante da PM no estado, coronel Alarico Azevedo, informou que os policiais foram ouvidos pela Polícia Civil da PB, onde apresentaram suas armas de fogo.
De acordo com a PM no RN, os policiais foram a localidade de Cachoeirinha, no município de Tacima (PB) para localizar um homem que tinha um mandado de prisão em aberto, expedido pela justiça do RN.
Coronel Alarico Azevedo explicou que durante a abordagem ao fugitivo em via pública, houve uma troca de tiros com um cidadão que estava com o veículo próximo à abordagem. “Durante a ação o cidadão foi atingido e socorrido para unidade hospitar. Foi constatado posteriormente que se tratava de um PM da Paraíba”, esclareceu a PM do RN.
“Infelizmente houve essa fatalidade, mas vamos apurar tudo em inquérito policial militar. É uma tristeza, não gostaria de dar uma notícia dessa”, destacou o comandante.
Comandante da Polícia Militar do Rio Grande do Norte recebeu a imprensa em entrevista coletiva para explicar o que será feito sobre o caso que resultou na morte do PM da PB. Foto: César Cristian/TV Ponta Negra
OP9

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.