NOME NOME NOME NOME NOME

19/03/2019

POLÍCIA CIVIL PRENDE QUADRILHA DE ROUBO DE CARGAS NO RN E PARAÍBA



A Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (DEPROV), em conjunto com policiais da Delegacia Estadual De Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (DECAR) do Estado de Goiás, com apoio de policiais da Polícia Civil da Paraíba e de Polícia Rodoviária Federal, prenderam Alex Alves Tinoco, de 28 anos e a esposa, Daiane Alves Morais, de 27 anos, na madrugada desta terça (19), em Natal. A prisão do casal se deu por força de mandados de prisão preventiva expedidos pela justiça de Goiás.
Ambos são investigados por integrarem organização criminosa atuante em falsificações, roubo de carga, receptação e estelionato, da qual Alex Alves seria o chefe. Em dezembro de 2018, a DECAR prendeu a mãe de Alex Alves, Maria Aparecida Tinoco, investigada pelos mesmos crimes em inquéritos instaurados naquela Especializada.
A prisão do casal gerou diligências durante toda a madrugada e manhã de hoje, que culminaram na prisão de outros integrantes da organização criminosa:
Anderson Ribeiro Venâncio, 39 anos;
Magnum Campelo Diniz, 33 anos
Rubens Tadeu de Bastos, 53 anos;
Aquiles Candido da Rocha, 32 anos;
Hérica Caetano dos Reis Kruger, 31 anos; e
Edmilson Albertino Magalhães, 41 anos.
Na ação, foram apreendidos um equipamento Jammer (bloqueador de sinal) e uma pistola de uso restrito.
Trata-se de um grupo extremamente organizado, com movimentação financeira milionária e responsável por diversos eventos criminosos, como roubo, furto, lavagem de dinheiro, homicídio, organização criminosa, entre outros.
A Polícia Civil conta com o auxílio da população no envio de informações que ajudem nas investigações. As denúncias possuem garantia de sigilo e podem ser realizadas por meio do número 181.



comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.