NOME NOME NOME NOME NOME NOME NOME

25/12/2021

MOSSORÓ COMPLETA 30 DIAS SEM REGISTRO DE ÓBITO POR COVID-19





O município de Mossoró atingiu nesta quinta-feira (23) 30 dias seguidos sem registro de nenhuma morte em decorrência do novo coronavírus. O último óbito ocorrido na segunda maior cidade do Rio Grande do Norte foi registrado no boletim do dia 24 de novembro.
A doença matou quase 600 mossoroenses, segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgado na última quarta-feira (22). Até o encerramento desta edição o documento relativo aos dados atualizados nesta quinta-feira não havia sido publicado.
Este boletim apontou que Mossoró contabilizava 590 mortes provocadas pela doença desde o início da pandemia em março do ano passado. O primeiro óbito na cidade aconteceu em 28 de março do ano passado. Ainda segundo o boletim, o município acumula 137 mortes em investigação e outras 99 já descartadas para a Covid-19.
O maior período sem registros de vítimas da doença aconteceu no período de 7 de setembro e 14 de outubro. Foram 37 dias seguidos sem nenhuma morte notificada na segunda maior cidade do Rio Grande do Norte.
Mossoró também teve outros importantes períodos sem óbitos relacionados ao SARS-CoV-2, vírus causador da Covid-19. Entre o dia 23 de outubro e 09 de novembro. Em agosto, ainda de acordo com Sesap, entre os dias 09 e 17 e 22 e 28 não houve mortes provocadas pela Covid-19.
Ainda de acordo com o boletim epidemiológico da última quarta-feira, Mossoró acumula 31.233 casos confirmados da doença. Havia ainda 15.718 casos suspeitos e outros 67.721 descartados.
RIO GRANDE DO NORTE
O boletim mais recente publicado pela Secretaria Estadual de Saúde aponta que o Rio Grande do Norte não registrou nenhuma morte pela Covid-19 nas últimas 24 horas anteriores a atualização dos dados. Houve também no período 77 novos casos da doença em todo o território potiguar.
Desde o início da pandemia em março passado, o RN contabiliza 7.558 vítimas do SARS-CoV-2, vírus causador da Covid-19. O estado tem também 1.397 óbitos em investigação e outros 1.035 já descartados para o coronavírus.
Os casos confirmados somam 385.634. Já os suspeitos são 186.745 e os descartados 807.524.  A Sesap estima que há 922 casos em acompanhamento e são considerado casos recuperados 374.106.

Últimos boletins epidemiológicos da Sesap:

23 de dezembro – 00 óbito

22 de dezembro – 03 óbitos (Natal, Parnamirim e Caicó)

21 de dezembro – 03 óbitos (Natal, Caicó e Parnamirim)

20 de dezembro – 00 óbito

19 de dezembro – boletim não divulgado

18 de dezembro – 01 óbito (Natal)

17 de dezembro – 00 óbito

16 de dezembro – 03 óbitos (Macaíba, Guamaré e Açu)

15 de dezembro – 03 óbitos (Natal, Guamaré e São Pedro)

14 de dezembro – 03 óbitos (Natal 2 e Montanhas)

13 de dezembro – 01 óbito (Jardim de Piranhas)

12 de dezembro – boletim não divulgado

11 de dezembro – 02 óbitos (Parnamirim)

10 de dezembro – 03 óbitos (Natal 2 e Tangará)

09 de dezembro – 02 óbitos (Parelhas e Vera Cruz)

08 de dezembro – 00 óbito

07 de dezembro – 01 óbito (Pau dos Ferros)

06 de dezembro – 01 óbito (Natal)

05 de dezembro – 00 óbito

04 de dezembro – 00 óbito

03 de dezembro – 00 óbito

02 de dezembro – 02 óbitos (Pureza e Parnamirim)

01 de dezembro – 01 óbito (Areia Branca)

30 de novembro – 00 óbito

29 de novembro – 02 óbitos (Caicó e São José de Mipibu)

28 de novembro – 02 óbitos (Paraú e Barcelona)

27 de novembro – 01 óbito (Natal)

26 de novembro – 01 óbito (Parnamirim)

25 de novembro – 01 óbito (São Gonçalo do Amarante)

24 de novembro – 02 óbitos (Mossoró e Natal)

Edinaldo Moreno/Defato

NOME

comentário(s) pelo facebook:

Um comentário:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

class='tabs-widget-content tabs-widget-content-widget-themater_tabs-1432447472-id' id='widget-themater_tabs-1432447472-id2'>

 
Se inscreva no canal TV Passando na Hora no Youtube.
Inscreva-se