NOME NOME NOME NOME NOME

27/07/2021

ACUSADO DE TENTAR MATAR EX-MULHER EM MOSSORÓ É CONDENADO A 11 ANOS DE PRISÃO NO REGIME FECHADO





Na manhã de terça-feira, 27 de julho de 2021, a 1ª Reunião Ordinária do corrente ano, a 6ª Sessão do Tribunal do Júri Popular realizada no Palácio da Justiça mais precisamente no plenário do Fórum Desembargador Dr. Silveira Martins, sentando no banco dos réus, Marlucio Silva de Oliveira, réu preso, pela pratica de crime de tentativa de feminicidio , contra sua ex-companheira Maria Lucilene da Costa.
Os crimes praticados pelo acusado contra a vitima foram em quatro datas distintas, sendo 03, 04, 05 e 06 de abril de 2020, na Rua Nazaré Gondim no Bairro Abolição V na Cidade de Mossoró no Rio Grande do Norte.
A sessão foi presidida pelo Senhor Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros, juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca de Mossoró, atuando na acusação o Ministério Público Estadual do Rio Grande do Norte, representado pelo Promotor de Justiça Dr. Armando Lúcio Ribeiro e na defesa do réu atuou a Defensoria Pública representada pela Defensora Pública Drª. Leylane de Deus Torquato Alencar de Andrade.
Após 06 horas de debates no plenário do júri popular, com replica e treplica entre Ministério Público sustentando a tese de condenação do réu por crime de homicídio na forma tentada com a qualificadora por motivo fútil e Defensoria Pública com a sustentação de absolvição do réu, tentando livrar seu assistido da condenação do crime de homicídio na forma tentada e da qualificadora por motivo fútil.
Ao final dos debates o Conselho de Sentença representado por sete membros da sociedade mossoroense por maioria acompanhou a tese defendida pelo Ministério Público representado pelo Promotor de Justiça Dr. Armando Lúcio Ribeiro, votando pela condenação do réu, por tentativa de femnicídio por motivo fútil e outros crimes dentro da violência doméstica, “Maria da Penha”.
O juiz presidente do tribunal do júri Dr. Vagnos Kelly de Figueiredo de Medeiros, leu o relatório final do julgamento, anunciado a sentença condenatória em desfavor Maria Lucilene da Costa, por 11 anos, 03 meses e 15 dias de reclusão no regime fechado.


NOME

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

 
Se inscreva no canal TV Passando na Hora no Youtube.
Inscreva-se