NOME NOME NOME NOME NOME

24/04/2021

ESTA NA HORA DE SE REVER ESSES DECRETOS. O COMÉRCIO ESTÁ EM ÓBITO.




"Nilson, eu tenho bar, a mais de dezesseis anos e nunca devi a ninguém. Hoje devo a três agiotas". "Nilson, eu estou tendo que vender as coisas de casa, para suprir o bar". "Nilson, até quando vamos aguentar isso? diz outro. São três relatos de comerciantes amigos meus. Você imagine os que existem em Mossoró, pequenos, médios e grandes. Acreditamos nos nossos representantes, e achamos coerentes, pedir um olhar especial para esses donos de casas, pais de família, que dependem de suas vendas para o sustento familiar. O comércio está morrendo, não é só dono de bares e restaurantes, mas lojas, e outros seguimentos. O comércio está em óbito constante. Existe uma solução? uma saída? deve existir. Digamos que o dono do bar, possa abrir seu comércio como o decreto atual diz, que ele pode abrir, mas está proibido de vender bebidas. Mas como não vender bebidas se ele sobrevive disso? Autorize senhora governadora do estado, os bares abrir de meio dia, até meia noite, colocando no máximo dez conjuntos de mesa, com limite de duas pessoas por mesa. Seria ai no caso vinte clientes no total, um de frente ao outro, respeitando o distanciamento. Na rotatividade das doze horas permitidas ele pode chegar ter em um dia, respeitando os protocolos até cinquenta clientes em um dia. E gradativamente, vai liberando a terceira cadeira, até se normalizar. No caso das missas e cultos, se um banco comporta seis pessoas, reduza para três ou quatro por banco. Da mesma forma nos restaurantes. Já era um começo para que o caos não seja instalado aqui. Acredito que as pessoas que te rodeiam, não quer isso para o seu governo. Os comerciantes estão pedindo socorro. Teste isso pelo menos dez ou quinze dias e monitore as ocupações. Se aumentar, ai sim vamos a estaca zero de novo, mas alguma coisa tem ser feita também para esses profissionais. Se no caso seis amigos forem ao bar, eles terão que sentarem em três mesas diferentes respeitando o decreto. 
 

NOME

comentário(s) pelo facebook:

5 comentários:

  1. É agente tem Q Concordar: fazer o q né, ou então vamos lavar roupas para fora... se ñ há solução andar a pé nas Rus tentando procurar Clientes para comprar os nossos produtos. e ainda têm que falar. as palavrinhas mágicas. o por Gentileza, o famoso por favorzinho, aquele mimo do mimimi. se for com a cara fechada. é melhor ficar trancada dentro do APT. não tem outras opção. tem que vender tudo. a sexta voltar vazia. e vc feliz e alegre!

    ResponderExcluir
  2. Lamentável, estas moléstias contagiosas é coisas dos capetas encardidos eles botas na gente através dos pensamentos. o mundo q nós estamos tentando sobreviver hoje. é preciso ter muito cuidado com o q pensamos, pois tudo q pesamos ou falamos, acontece! os encardidos eles é que vivem lendo os nossos pensamentos. é por isso q nós rezamos tanto oramos até os sacerdotes. e ainda não conseguimos botar os capetas para o inferno.

    ResponderExcluir
  3. o governo criou só pra grande empresas pq vc tem que ter uma renda acima de 15mil mensal,qual o pequena empresa tem esse rendimento principalmente no período deste onde estamos passando necessidade,mais uma piada do governo federal.

    ResponderExcluir
  4. Quando falta competência a solução é Lockdown, e essa desgovernadora Fatão está matando o povo fazendo o Lockdown, Agora tudo isso é pra causar um caos nacional junto com esses outros desgorvernadores que querem derrubar o PRESIDENTE BOLSONARO. Ano que vem tem eleições pra governo e Fatão não será reeleita.

    ResponderExcluir
  5. o decreto tem q ser para todos os supermercado, ai fica muito complicado não tem fiscalização e lei normas regidas. direitos iguais servem para todos!

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

 
Se inscreva no canal TV Passando na Hora no Youtube.
Inscreva-se