NOME NOME NOME NOME NOME NOME

29/02/2020

[VÍDEO] POLÍCIA MILITAR PRENDE EM FLAGRANTE HOMEM ACUSADO DE LATROCÍNIO EM TIBAU, NA MADRUGADA DESTE SÁBADO 29. ELE CONFESSOU O CRIME.




No final da matéria vídeo onde o assassino confessa o crime, Policial Militar que atendeu a ocorrência e Delegado de Plantão falam sobre o caso.
Policiais militares do Destacamento de Grossos, sob comando do Sargento Moura, caíram em campo, logo na madrugada deste sábado 29 de fevereiro de 2020, após elementos praticarem um crime de latrocínio na comunidade de Gado Bravo, região da Costa Branca em Tibau. Os bandidos fugiram então em direção a cidade de Grossos, onde lá, abandonaram um veículo tipo Ônix de cor branca, que pertencia a vítima. Foi então aí que começou a se montar um cerco através de denúncias anônimas que chegava a todo tempo, e um suspeito foi trazido para Delegacia de Plantão, em Mossoró, para ser reconhecido por uma das vítimas. Ele não foi reconhecido e em seguida foi liberado. Sargento Moura informou que foi aí que tudo começou a se desenrolar e chegar ao autor confesso do crime. Segundo o Sargento ao tomar conhecimento de um suspeito já detido, Marlon Araújo da Costa, preso monitorado por tornozeleira eletrônica, rompeu sua tornozeleira as margens da BR 110. Sabendo disso, procuramos ele no endereço de Mossoró, na rua Roberto Sales de Miranda, Conjunto Odete Rosado, bairro Costa e Silva, com apoio da ROCAM do 12°BPM. Fizemos um cerco na residência, e o mesmo foi localizado. Ao ser preso tratou logo de confessar o crime. Ele alegou aos policiais militares que atirou na vítima por ele ter reagido partindo para cima dele. Os policiais então foram em diligência até Grossos atrás da arma utilizada no crime, porém não foi localizada. Ele disse que a arma estava com outra pessoa que não foi localizada. Outros nomes já estão de posse da Polícia, e não foram revelados para não atrapalhar as investigações. Na saída da Delegacia o acusado falou com a imprensa. Ele disse que matou por que a vítima partiu para cima dele, e ele queria mostrar que a arma era de verdade. "Não fui pra matar ninguém. Disse a ele várias vezes que queria apenas o carro". Questionado sobre sua vida daqui pra frente, ele riu e disse: "Agora é puxar cadeia. Crime não compensa". Ele acrescentou que chegou ao local de moto mais um companheiro.



comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.