NOME NOME NOME NOME NOME

20/11/2019

MORTE DE CACHORRO "AMARELÃO" NA UFERSA EM MOSSORÓ CAUSA REVOLTA




Depois que o animal morreu, o que aconteceu no início do mês, a comunidade acadêmica fez uma petição online para que o caso seja investigado.
“Amarelão”, esse era o nome do cachorro que ficou conhecido por circular pelos corredores da Universidade Federal do Semi-Árido (Ufersa), em Mossoró, Região Oeste do Rio Grande do Norte. A morte do animal no início do mês revoltou a comunidade acadêmica e motivou uma petição online para que a instituição investigue possíveis maus-tratos contra animais que andam pelo local.
A veterinária Nilza Dutra explicou que no dia 7 de novembro recebeu a ligação telefônica de estudantes avisando que Amarelão estava passando mal. “Ele amanheceu doente e eu o socorri, mas infelizmente estava em um quadro complicado e veio a óbito em poucas horas”, esclareceu Nilza Dutra.
A especialista também disse que a princípio eles pensaram que o cachorro tinha morrido envenenado, mas com a necrópsia foram constatadas uma perfuração no intestino e a presença de de alimentos misturados com vidro. “É a conhecida bola”, explicou a veterinária.
A petição online organizada por alunos e professores já conta com mais de 8 mil assinaturas. “O objetivo é que a Ufersa e as autoridades competentes se pronunciem e investiguem e tratem o caso com o devido compromisso”, destacou a estudante Larissa Veloso.
A Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) divulgou nota à imprensa sobre o caso. Confira a publicação da íntegra:
A Universidade Federal Rural do Semi-Árido vem a público esclarecer que está acompanhando o caso dos animais que apareceram mortos no interior do seu campus em Mossoró com suspeita de envenenamento.
A Universidade lamenta e repudia todo e qualquer tipo de violência e abandono animal. Reforçamos que tais práticas se configuram como crimes cabíveis de detenção para os responsáveis.
A Ufersa também informa que já acionou o seu sistema interno de vídeo monitoramento para fazer buscas de alguma evidência que sinalize o que teria provocado as mortes e se há pessoas envolvidas nesse caso. Ao mesmo tempo, a instituição vai instaurar uma Comissão de Sindicância com o objetivo de apurar as circunstâncias das mortes verificadas.

OP9

comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Esse tipo de coisas denocio na hora e falo mais na cara de um safado desse ou safada cadeia justiça pra ter ms

    ResponderExcluir
  2. muita ruindade matar um bicho agonizando assim...prática velha e desumana!coisa de ignorantes!tem que investigar e punir.

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.