NOME NOME NOME NOME NOME

24/09/2019

DELEGACIA DE HOMICÍDIO DE MOSSORÓ, ELUCIDA CRIME CONTRA MOTORISTA DE APLICATIVO EM MOSSORÓ.



Mil Reais! Foi o preço da vida do motorista de aplicativo na semana passada em Mossoró.
A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Mossoró (DHM) divulgou, nesta terça-feira (24), a elucidação de um homicídio praticado contra o motorista de aplicativo Amaro Bezerra da Silva, 33 anos. A morte ocorreu em setembro, em uma churrascaria, às margens da BR 304, no município de Mossoró. Investigações realizadas pela Polícia Civil apontaram que os autores do homicídio foram dois adolescentes que moram no bairro Aeroporto I. Foi apurado também que a motivação seria uma cobrança de uma dívida de drogas feita pela vítima aos adolescentes. Amaro Bezerra teria ameaçado os adolescentes, que estavam devendo aproximadamente R$1.000,00 (mil reais) pela compra de cocaína. As informações sobre a identificação dos adolescentes foram encaminhadas à Delegacia do Adolescente Infrator (DEA) de Mossoró, para apuração e encaminhamento à Justiça. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181. "Crimes são elucidados com fatos e relatos de testemunhas. As vezes até mesmo familiares não repassam informações, o que dificulta nosso trabalho. Por isso pedimos informações e garantimos o anonimato e o sigilo". Finalizou Dr. Rafael Arraes.


 Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS.

comentário(s) pelo facebook:

Um comentário:

  1. a imprensa deveria ter mas cuidado em chamalo de motorista de aplicativos. pelas informações da própria matéria mostra que ele tinha outra fonte de renda. os motorista de aplicativos levam e. traz pessoas,somente ��

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.