NOME NOME NOME NOME NOME

07/02/2019

INVESTIGADA POR PARTICIPAÇÃO NA MORTE DO CABO ILDÔNIO E PRESA EM MOSSORÓ-RN



Rosilene Araújo de Oliveira, 55 anos, foi presa por ser suspeita de envolvimento no latrocínio que resultou na morte do PM Ildônio José da Silva, morto em agosto de 2018.(RELEMBRE)
A mulher foi presa durante o cumprimento de um mandado de prisão expedido pela Delegacia de Polícia Civil de Caraúbas. Ao todo, cinco pessoas envolvidas no crime estão presas.
Rosilene foi a principal responsável por esconder no sítio que mora, conhecido como Brasília, os autores do crime, bem como os integrantes de uma facção criminosa oriunda do Rio Grande do Norte. A propriedade está localizada na Zona Rural de Caraúbas.
Segundo a Polícia Civil, um dia após a morte de Ildônio, Rosilene tentou dar cobertura ao filho, Aleilson Melquiades de Oliveira, e Luís Felipe de Lima, para fugirem da cidade e não serem presos. No entanto, eles foram detidos e presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).(RELEMBRE)
Os agentes informaram que mesmo em prisão domiciliar, Rosilene continuou cometendo crimes. A suspeita foi conduzida à Cadeia Pública Mário Negócio, em Mossoró, onde está à disposição da Justiça.

<

comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.