NOME NOME NOME NOME NOME

21/12/2018

SUSPEITO DE MATAR AGENTE PENITENCIÁRIO É PRESO EM NATAL-RN



Foto: Divulgação/Sindasp-RN
Um homem identificado como Alexsandro do Nascimento Rosário, de 20 anos, foi preso nesta quinta-feira (20), suspeito de ter assassinado o agente penitenciário Thiago Jefferson Bezerra de Lima, em outubro de 2017 no bairro Bom Pastor, Zona Oeste de Natal.
Ninho, como é conhecido o suspeito, foi alvo de dois mandados de prisão preventiva em uma ação conjunta da Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) e da Delegacia de Polícia Civil de Monte Alegre.
De acordo com a polícia, o segundo mandado de prisão contra Ninho foi motivado por um roubo de uma moto, praticado em novembro de 2017, na cidade de Monte Alegre, interior do RN. A companheira de Ninho, Alane Gomes de Aguiar, de 24 anos, suspeita de participar da ação, também foi presa.
O caso
O agente penitenciário Thiago Jefferson Bezerra de Lima, de 33 anos, foi baleado dentro da casa onde morava, na Zona Oeste de Natal, e morreu a caminho do hospital. “Vi tudo se acabar ali, na minha frente”, disse à época Francisco Sebastião de Lima, policial militar aposentado, pai do agente.
Thiago Jefferson estava dentro da residência no bairro Bom Pastor, quando os criminosos invadiram o imóvel e atiraram nele. O agente ainda foi socorrido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade da Esperança, mas não resistiu.
Em dezembro do ano passado, a polícia disse que Thiago Jefferson foi morto a mando de uma facção criminosa que atua no Rio Grande do Norte. O motivo seria que na rua em que ele morava havia um ponto de venda de drogas, e a presença do agente no local atrapalhava o comércio ilegal de entorpecentes.
<

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.