NOME NOME NOME NOME NOME

11/12/2018

ATIRADOR MATA 4 PESSOAS NA CATEDRAL DE CAMPINAS-SP E COMETE SUICÍDIO



Quatro pessoas foram mortas por atirador em Campinas, em SP Divulgação
Um homem matou quatro pessoas dentro da Catedral Metropolitana de Campinas (a 100 km de São Paulo) no início da tarde desta terça-feira (11) e se suicidou dentro da igreja. Além dos mortos, há quatro pessoas feridas pelos disparos, segundo informações da Polícia Militar. O nome das vítimas ainda não foi divulgado. 
Segundo a PM, o chamado pelo 190 ocorreu às 13h25, com uma pessoa dizendo que um homem entrou na catedral, fez os disparos e, na sequência, se matou. Segundo a Arquidiocese, uma missa estava prevista para ocorrer às 12h15.
O representante da Guarda Municipal de Campinas, Alexandre Moraes Rangel, relata que uma equipe de patrulha a pé ouviu barulho de tiros e pediu ajuda a viaturas da corporação pelo sistema de rádio. "Viemos o mais rápido que pudemos. É bem complicado agora, é tudo muito lotado, dada a época de Natal", disse.
De acordo com Rangel, não há ainda informações sobre a motivação para o crime. "A visão que eu tive é a de que era uma pessoa ensandecida e que resolveu tirar a vida de outras pessoas, inocentes. Cheguei e ele estava praticamente morto", afirmou o guarda.
Ainda não há informações sobre o estado de saúde dos feridos e identificação dos mortos. Dois feridos foram levados para o hospital Mário Gatti, outro para o hospital da Unicamp e um terceiro está no Beneficência Portuguesa, de acordo com a Polícia Militar. Segundo a assessoria de imprensa da corporação, a informação inicial é de que o atirador teve um surto. 
Ao lado do corpo, a PM apreendeu duas armas: um revólver calibre 38 e uma pistola. O Corpo de Bombeiros informou que ainda não tem detalhes do que aconteceu.
O secretário municipal de Segurança de Campinas, Luiz Augusto Baggio, afirmou que o homem já teria entrado na igreja atirando. "A intenção era atirar. Ele já atirou 'fatalizando' as pessoas. Não tinha nenhum motivo específico que não fosse a loucura dele", completou Baggio, que disse não ter ainda informações sobre a identidade do atirador.
Fotos que circulam nas redes sociais e que seriam do atirador dentro da igreja mostram um homem aparentando entre 40 e 50 anos, de cabelos curtos, bermuda jeans e camiseta azul, com óculos de sol. Nas fotos, o homem segura uma pistola na mão direita.
A catedral fica na principal área comercial da cidade, próxima à rua Treze de Maio. Em frente à catedral, o major Paulo Monteiro, do Corpo de Bombeiros, declarou que a principal preocupação agora é o atendimento aos sobreviventes.
"Pelo horário, havia um fluxo de pessoas, tinha bastante gente na igreja. Os socorros já foram feitos, e os óbitos, detectados", disse o major.
"Contamos com as orações"
A Arquidiocese de Campinas lamentou, por meio de um post no Facebook, e afirmou que a igreja está fechada para atendimento das vítimas e investigação da polícia. "Contamos com as orações de todos neste momento de profunda dor", escreveu a instituição em nota.
"Achei que era barulho de moto"
Giovana Mazzo, 18, conta que subia a rua Treze de Maio quando ouviu tiros. "Foi horrível a sensação. Começamos a ouvir disparos, mas achei que era escapamento de moto porque o som era parecido. Mas aí o pessoal começou a sair de dentro da igreja dizendo que era tiro e assim começou um alvoroço no centro. Eu e outras pessoas corremos para dentro de uma loja e aí as viaturas começaram a chegar", disse a técnica de enfermagem.

A comerciante Rosimeire Barbosa, dona de um restaurante ao lado da catedral, contou que os clientes entraram desesperados dentro do estabelecimento quando ouviram os tiros. "Está uma confusão aqui. Ouvimos os relatos de tiros. Sabemos que o cara que estava armado morreu. Não sei se se matou ou foi baleado", contou à reportagem.

UOL

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.