NOME NOME NOME NOME NOME

22/08/2018

PROFESSORA VÍTIMA DE 12 TESOURADAS EM MOSSORÓ PEDE PARA SOLTAR EX-MARIDO AGRESSOR ALEGANDO INSANIDADE MENTAL



A professora Marcia Regina Fernandes Lopes, vítima de pelo menos 12 golpes de tesouras pelo ex-companheiro Genildo Duarte, na manhã de 25 de março deste ano, pediu a revogação da prisão do acusado.
Márcia Regina disse que o ex-companheiro está precisando de tratamento psiquiátrico. No trecho do pedido ela diz que "declara para os devidos fins de direito que não tenho qualquer medo, receio, nem em momento algum sinto-me ameaçada pelo meu ex-compaheiro Genildo Duarte (...), pelo que a sua liberdade não irá trazer qualquer tipo de apreensão a minha pessoa, apesar do ocorrido, vejo que ele necessita de tratamento psiquiátrico urgentemente, onde fará junto a família, que providenciará todas as medidas cabíveis, para a restauração de sua saúde".
Genildo, que é servidor público, graduado em Geografia e bacharel em direito apresentou-se na delegacia dois dias depois do crime acompanhado de seu advogado Francisco Galdino de Andrade Neto. No local, ele recebeu voz de prisão.
Contra ele, havia um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça Estadual em Mossoró. O documento foi assinado pelo juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros, da 1a Vara Criminal.
Desde então, Genildo estava preso preventivamente na intenção de preservar a vida da professora, que se manifestou e disse que a soltura dele não iria trazer risco. Ou seja, ela garantiu não ter qualquer problema sua segurança, mesmo com Genildo solto.
Diante da posição da ex-companheira, há possibilidade do Genildo não ir sequer a julgamento, visto que o advogado pode alegar a sua insanidade mental. No entanto, o  Ministério Público já opinou desfavoravelmente, o que certamente será um aspecto a ser considerado neste processo.
O juiz Vagnos Kelly decidiu no processo pela liberdade do Genildo já que  para ele, a professora  por ser "esclarecida e que conhece bem o réu por ter convivido com ele maritalmente, tendo ela afirmado que ele não oferece nenhuma ameaça a sua pessoa, resta evidente, neste momento, que não mais subsiste o motivo que levou este juízo a decretar a sua prisão" (RELEMBRE O CASO)

Mossoró Hoje

comentário(s) pelo facebook:

16 comentários:

  1. Adoro essas coisas, taí pras mulheres que esculhambaram com o rapaz...quem é o pior dos dois?

    ResponderExcluir
  2. Adoro essas coisas, taí pras mulheres que esculhambaram com o rapaz...quem é o pior dos dois?

    ResponderExcluir
  3. acho q ela e q tem problema mental.

    ResponderExcluir
  4. O espinhaço é dela, aguente as consequências....depois fica culpando a justiça.

    ResponderExcluir
  5. deve ter grana no meio disso não tem outra explicação

    ResponderExcluir
  6. Se vc estivesse no cemitério duvido que alguém um dia diria que vc mandaria solta-lo mas como vc esta aí já não é problema da justiça agora e seu

    ResponderExcluir
  7. Quem precisa de tratamento é você sua doida

    ResponderExcluir
  8. Só pode ser mais doida do que ele e por isso que os homem matam as mulheres como essa aí é a justiça do vê que não vê não cei como pode vc fazer isso com um cara que lhe mudou a vida em vida vc é que precisa de tratamento psiquiátrico professora

    ResponderExcluir
  9. Só pode ser mais doida do que ele e por isso que os homem matam as mulheres como essa aí é a justiça do vê que não vê não cei como pode vc fazer isso com um cara que lhe mudou a vida em vida vc é que precisa de tratamento psiquiátrico professora

    ResponderExcluir
  10. Na minha opinião a mulher tá certa. "Quem nunca errou, que atire a primeira pedra". Sinto-me indignado, em ver, o desejo de muitos, que o cara seja condenado. Desejo que ele, assim como ela, fiquem bem, com saúde, e consigam virar essa triste pagina do passado, em nome do nosso senhor Jesus Cristo. Amém.

    ResponderExcluir
  11. Sem palavras pra uma atitude dessa. Mas cada um sabe de se.

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.