NOME NOME NOME NOME NOME

14/08/2018

HOMEM PROCURADO PELA JUSTIÇA DO RN É PRESO NO MARANHÃO



Micael Silva vai responder por furto qualificado, uso de documento falso, associação criminosa, posse ilegal de arma de fogo e posse de drogas para consumo pessoal.
Micael Silva é natural da cidade de Alta Floresta, situada no Mato Grosso (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Um homem identificado como Micael Silva, de 27 anos, que estava sendo procurado pela Justiça do Rio Grande do Norte foi preso pela Polícia Civil em Santa Inês, a 250 km de São Luís. Micael Silva é natural da cidade de Alta Floresta, situada no Mato Grosso.
Segundo a polícia, contra Micael havia dois mandados de prisão pelo crime o crime de formação de quadrilha. O primeiro mandado foi expedido pela 5ª Vara Criminal de São Luís e o outro pela Vara Criminal do estado do Rio Grande do Norte.
De acordo com os policiais, Micael Silva já vinha sendo monitorado pela Polícia Civil de Santa Inês e recebeu várias denúncias de que ele vinha praticando arrombamentos na cidade e também na região.
Um desses arrombamentos de que ele é suspeito é o da casa lotérica de Pindaré Mirim, a 255 km da capital, ocorrida no início do mês de julho. Na ocasião, todo o dinheiro que estava no cofre foi levado pelos bandidos. Outro arrombamento é da casa lotérica do município de Zé Doca, a 302 km de São Luís.
De acordo com a Polícia Civil, Micael morava em Santa Inês já algum tempo usando documentos falsos. No momento da prisão dele, que ocorreu em sua residência localizada no bairro Jardim Nova Era, foi encontrado um revólver calibre 38, uma porção de drogas e várias ferramentas que são usadas nos arrombamentos.
Micael Silva vai responder pelos crimes de furto qualificado, uso de documento falso, associação criminosa, posse ilegal de arma de fogo e posse de drogas para consumo pessoal.

G1-MA

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.