NOME NOME NOME NOME NOME

26/08/2018

COM MÃO DE OBRA DOS PRESOS CADEIA PÚBLICA DE MOSSORÓ ABRE 120 NOVAS VAGAS



A Cadeia Pública de Mossoró teve sua reforma de ampliação, que começou em 2009 e paralisada no início de 2011, no governo Rosalba Ciarlini, concluída pelos próprios presos, com apoio de empresas privadas e recursos de penas pecuniárias destinadas pela Justiça.
O investimento total na conclusão da reforma, ampliando em 120 novas vagas, foi de aproximadamente R$ 700 mil.
As novas celas já segue o novo padrão:Não tem tomada elétrica, logo não tem como os presos carregar celulares e não tem como comandar o crime fora da prisão.
A conclusão da reforma, ampliando o número de vagas em 120, teve a frente o diretor da unidade prisional, José Fernandes Mota, que lembra que a unidade hoje já não faz uso da força da Policia Militar em suas guaritas. Já têm no comando total só agentes penitenciários.
Para os presos que trabalharam na obra, ganharam um dia a menos na pena a cada três dias trabalhados, conforme previsto na Legislação Penal. Também valoriza o agente penitenciário e adota procedimentos padrão. Tem sistema de vigilância eletrônica 24 horas.
Atualmente, a Cadeia Pública de Mossoró, tem mais de 350 presos, sendo que foi projetada inicialmente para acomodar menos de 100. Com a reforma concluída, o número de vagas aumenta, mas não o suficiente para não continuar superlotada.
Nesta segunda-feira, 27, acontecerá uma solenidade com a presença de autoridades da Secretaria Estadual de Interior Justiça e Cidadania (SEJUC), às 10 horas, e a presença da imprensa, do Poder Judiciário e do Ministério Público para inaugurar o novo espaço.

Mossoró Hoje

comentário(s) pelo facebook:

Um comentário:

  1. Infelizmente,isso não é motivo nenhum de alegria, mas sim de preocupação. O correto seria q essas 120 vagas fossem criadas nas escolas e não em presídios.

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.