Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME NOME

10/02/2017

TENTATIVA DE HOMICÍDIO NO BAIRRO AEROPORTO EM MOSSORÓ-RN



O Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM) registrou mais um crime de tentativa de homicídio na noite desta sexta feira 10 de fevereiro de 2017,em Mossoró no rio Grande do Norte.A ação criminosa ocorreu no Bairro Aeroporto.
Segundo informações, o jovem identificado como Cesimar Pereira de Lima Filho, foi alvejado com varios disparos de arma de fogo quando trafegava em uma motocicleta no Bairro Aeroporto, segundo testemunhas individuos que estavam em um carro ao avistarem o mesmo efetuaram varios disparos de pistola e fugiram.
Cesimar foi socorrido em estado grave para o Hospital Regional Tarcísio Maia.

comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Vai da certo sangue bom, deus no comando, vai da tudo certo, fe em deus

    ResponderExcluir
  2. GOVERNO DO RIO GRANDE DO NORTE PREJUDICA EMPRESTIMO CONSIGNADO DOS SERVIDORES PUBLICOS.
    ESSE GOVERNO ROBSON FARIA SIMPLESMENTE DECIDIU ROMPER O CONTRATO COM A EMPRESA RESPONSAVEL POR ADMINISTRAR A MARGEM CONSIGNADA DO FUNCIONALISMO PUBLICO SEM QUALQUER JUSTIFICATIVA E SEM CONTRATAR UMA SUBSTITUTA.
    O RESULTADO DISSO? MAIS DE 100 MIL SERVIDORES ENTRE ATIVOS E INATIVOS FICARAM IMPEDIDOS DE REALIZAR QUAISQUER OPERAÇOES FINANCEIRAS COM DESCONTO EM FOLHA. NAO HA JUSTIFICATIVA PARA O CANCELAMENTO DO CONTRATO QUE NAO TINHA CUSTO ALGUM PARA OS COFRES PUBLICOS. QUAL FOI O REAL INTERESSE DO GOVERNO EM FAZER ISSO? PREJUDICAR O SERVIDOR DE FORMA AUTORITARIA? EXISTEM OUTROS INTERESSES POR TRAS? A UNICA COISA QUE SE SABE E' QUE MAIS 100 MIL FAMILIAS POTIGUARES FORAM PREJUDICADAS COM ESSA MEDIDA UNILATERAL. COM ESSA IMPUNIDADE DESSE GOVERNO, O RIO GRANDE DO NORTE ABRE PRECEDENTE PARA UMA POLITICA DE DESVIO DE FINALIDADE PARA O BRASIL.

    Responder

    Anônimo4 de fevereiro de 2017 22:33
    GOVERNO DO RIO GRANDE DO NORTE PREJUDICA EMPRESTIMO CONSIGNADO DOS SERVIDORES PUBLICOS.
    ESSE GOVERNO ROBSON FARIA SIMPLESMENTE DECIDIU ROMPER O CONTRATO COM A EMPRESA RESPONSAVEL POR ADMINISTRAR A MARGEM CONSIGNADA DO FUNCIONALISMO PUBLICO SEM QUALQUER JUSTIFICATIVA E SEM CONTRATAR UMA SUBSTITUTA.
    O RESULTADO DISSO? MAIS DE 100 MIL SERVIDORES ENTRE ATIVOS E INATIVOS FICARAM IMPEDIDOS DE REALIZAR QUAISQUER OPERAÇOES FINANCEIRAS COM DESCONTO EM FOLHA. NAO HA JUSTIFICATIVA PARA O CANCELAMENTO DO CONTRATO QUE NAO TINHA CUSTO ALGUM PARA OS COFRES PUBLICOS. QUAL FOI O REAL INTERESSE DO GOVERNO EM FAZER ISSO? PREJUDICAR O SERVIDOR DE FORMA AUTORITARIA? EXISTEM OUTROS INTERESSES POR TRAS? A UNICA COISA QUE SE SABE E' QUE MAIS 100 MIL FAMILIAS POTIGUARES FORAM PREJUDICADAS COM ESSA MEDIDA UNILATERAL. COM ESSA IMPUNIDADE DESSE GOVERNO, O RIO GRANDE DO NORTE ABRE PRECEDENTE PARA UMA POLITICA DE DESVIO DE FINALIDADE PARA O BRASIL.

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.