Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME NOME

08/02/2017

MILITARES DO RN MARCAM ATO EM FRENTE À GOVERNADORIA COM INDICATIVO DE PARALISAÇÃO



Reunidas em assembleia geral unificada nesta quarta-feira (1º), as associações de praças e bombeiros militares do Estado decidiram pela realização de um ato em frente à governadoria, com um indicativo de paralisação para o dia 14 de fevereiro.
Os pleitos aprovados foram:
• Efetivação das promoções de dezembro;
• Pagamento dos promovidos em agosto
• Pagamento do retroativo dos promovidos em 25/12/15 e 21/04/16;
• Definição de carga horária;
• Encaminhamento imediato das Leis de Organização Básica; 
• Atualização dos níveis remuneratórios;
• Fim da prisão administrativa, através de decreto do Governador;
• Retirada dos Policiais Militares dos presídios; e
• Fim da idade limite de ingresso para quem já ingressou na instituição.
No sentido de lutarem pela efetivação das demandas, os profissionais da segurança pública consideram a possibilidade de acamparem em frente à sede do Governo, até que os pontos sejam atendidos ou uma possível paralisação seja deliberada.
Antiga, a ausência de cumprimento das reivindicações contribuiu sobremaneira para levar o Rio Grande do Norte à atual situação de crise do sistema prisional. Com pouco efetivo, precárias condições estruturais de trabalho e carga excessiva, os militares enfrentam o desafio diário do aumento da criminalidade, com escassos recursos laborais e humanos.
O pagamento das promoções, a aprovação das Leis de Organizações Básicas e a realização de concursos públicos são exemplos de demandas há tempos prometidas, mas nunca realizadas. Mais do que nunca, a realização dos pleitos tornou-se matéria urgente para o Estado e inadiável para o Governo.

Fonte: Assessoria de Imprensa das Associações de Praças

comentário(s) pelo facebook:

8 comentários:

  1. isto se chama oportunismo,sabem que nao podem fazer greve e colocam esposa e familiares nas portas dos quarteis, só quem é penalizado é a populaçao que paga imposto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como se nós policiais também não pagássemos impostos

      Excluir
  2. concordo com vcs vocês estão mais du que certo a categoria tem seu valor por que só preso tem direito tar na hora de mudar com isso vamos a luta direito humano olhe pra quem tem trabalhar não pra quem dar trabalho

    ResponderExcluir
  3. Pega fogo ca...........

    ResponderExcluir
  4. Vão copiar e colar o que esta ocorrendo no espirito santo, Estamos ferrados

    ResponderExcluir
  5. Total apoio a todos os policiais militares e esse governador toma vergonha nessa cara e faz o concurso da pmrn isso e uma vergonha 12 anos sem concurso as vezes tenho vergonha de ser do rn....

    ResponderExcluir
  6. quem entrar em greve e um criminoso,perante a lei pm nao pode entrar em greve,sai e de o lugar a outro tem um monte de gente doido pra ganhar 3 mil conto

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.