Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME NOME

15/01/2017

APÓS FIM DE REBELIÃO ITEP/RN MONTA ESTRUTURA PARA RECEBER MAIS DE 50 CORPOS E BUSCA CAMINHÃO FRIGORÍFICO



O número de mortos e feridos ainda não foi confirmado.
O Instituto de Técnico-Científico de Polícia (Itep) busca um caminhão frigorífico para abrigar os corpos dos presos mortos durante rebelião na Penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta. O veículo será utilizado para armazenamento dos corpos enquanto aguardam por procedimentos de identificação. A medida visa evitar a superlotação das salas de necropsia da unidade e garantir a conservação dos cadáveres. A estrutura que está sendo montada prevê abrigar mais de 50 corpos.
O assessor de comunicação do Itep, Rafael Araújo, informou que três médicos legistas irão participar do trabalho de emissão de laudos de necropsia. Há a possibilidade de convocação em caráter de emergência de profissionais do Departamento de Medicina Legal de João Pessoa.
O Itep também colocará à disposição da Secretaria de Segurança Pública três equipes de perícia criminal, com três peritos e três motoristas, para remoção dos corpos. A equipe solicitou coletes à prova de bala. 
Dois odontolegistas e cinco necropapiloscopistas também irão compor o grupo especial de trabalho durante o domingo. Ainda não há informações sobre o horário de início da operação de transferência dos corpos.
A Polícia Militar e o Grupo de Operações Especiais dos agentes penitenciários conseguiram conter, por volta das 5h30 deste domingo, dia 15, a rebelião na Penitenciária Estadual de Alcaçuz. As tropas invadiram a unidade prisional após mais de 14 horas após o início do motim. O número de mortos e feridos ainda não foi confirmado.

Com informações do Novo Jornal

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.