Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME NOME NOME

20/01/2017

APÓS ARROMBAR ESCOLA PÚBLICA E SER APREENDIDO, MENOR DIZ SER FILHO DE ELIAS MALUCO. POLÍCIA DIZ QUE O MESMO MENTIU.



Na madrugada desta sexta feira 20 de janeiro 2017, a polícia militar foi acionada através do 190, informando que elementos estariam dentro da Escola Estadual Moreira Dias, localizada na rua Silva Jardim, Bairro Doze Anos em Mossoró/RN, próximo a Jucas Bar. O COPOM mobilizou policiais militares de várias viaturas, até que a Rádio Patrulha 233 Comandante Cabo Ocimar e Sd Santos Neto, em apoio durante patrulhamento se deparou com dois acusados sendo um maior identificado como Antônio Max da Costa, 31 anos, e um menor de 16 anos. Com eles a polícia deu voz de prisão, pois os dois carregavam um computador de mesa que posteriormente foi constatado que teria sido levado da escola. Os dois foram detidos nas imediações do Cemitério São Sebastião no centro da cidade. Na Delegacia de Plantão, o adolescente informou que seria filho do traficante carioca Elias Pereira da Silva, “Elias Maluco”, que ficou bastante conhecido pela morte do jornalista Tim Lopes, da TV Globo. Elias é apontado como um dos líderes da facção criminosa "CV" Comando Vermelho e além da morte do jornalista outros crimes são atribuídos a ele. que cumpre pena no Presídio Federal de Mossoró.  Segundo informações, o menor detido com o computador juntamente com o maior já identificado, mentiu em relação a Elias Maluco. Na verdade ele é enteado de outro traficante, Eliseu Felício, também do Rio Janeiro. A informação foi repassada pela Assessoria de Comunicação do 2ºBPM. O maior foi autuado em flagrante e o menor após ser ouvido possivelmente foi liberado.



ANUNCIE

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.