Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME NOME

05/12/2016

FACÇÃO QUEIMA ÔNIBUS NA GRANDE NATAL E DIVULGA VÍDEO NA INTERNET



Atentados aconteceram na noite deste domingo (4) em Natal e Parnamirim. Gravado por um dos criminosos, vídeo do ataque circula em redes sociais.
Pelo menos dois ataques criminosos foram registrados na noite deste domingo (4) em Natal e em Parnamirim, cidade vizinha à capital do Rio Grande do Norte. Uma delegacia de Polícia Civil e um ônibus foram os alvos dos atentados, que são confirmados pela polícia.
A 7ª DP, no bairro das Quintas, na Zona Oeste de Natal, foi atacada com tiros e um carro da polícia também foi atingido pelos disparos. Em Parnamirim, os criminosos obrigaram os passageiros, motorista e cobrador de um ônibus da linha J a descerem do veículo, que acabou incendiado em frente ao ginásio de esportes de Passagem de Areia, bairro da cidade. Esse ataque foi filmado pelos marginais. O vídeo circula em redes sociais. Na filmagem, os bandidos, por diversas vezes, gritam o nome da facção criminosa que reivindica o atentado.
A polícia não confirma com exatidão os horários dos ataques e ainda não afirma que os dois crimes têm relação. No ataque à delegacia, o carro da polícia acabou atingido. Ninguém ficou ferido. No atentado ao ônibus, é possível ver na gravação que as pessoas que estavam no veículos se desesperam. Pelo menos sete criminosos participam da ação. Não há registro de feridos, segundo a polícia.
Ataques em julho e agosto
No final de julho, o RN sofreu pelo menos 118 ataques criminosos em 42 cidades, segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública. O primeiro aconteceu no dia 29, quando um micro-ônibus foi incendiado em Macaíba, cidade da Grande Natal. Ainda segundo a Sesed, à época, 112 pessoas foram presas suspeitas de envolvimento nos crimes. A instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária de Parnamirim, feita no dia 28 de julho, é apontada pelo governo do estado como a principal motivação para os ataques.
Militares nas ruas
A série de ataques acabou provocando a vinda de homens das Forças Aramadas ao Rio Grande do Norte. Ao todo, 1.200 militares do Exército, Marinha e Aeronáutica se integraram às forças de segurança pública estaduais no combate aos ataques criminosos que ocorreram na capital e em cidades do interior.
Transferências
Apontados como chefes da facção, 21 detentos foram transferidos para as penitenciárias federais de Catanduvas (PR), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO). Outros cinco presos, também apontados como chefes da facção, foram transferidos no início do mês para a Penitenciária Federal de Mossoró.



Texto G1-RN

comentário(s) pelo facebook:

7 comentários:

  1. A polícia tem que matá esses vagabundos.

    ResponderExcluir
  2. Tão pensando que são imortais só pq são de facções criminosas,balas neles polícia.

    ResponderExcluir
  3. Pq n toca foco nos políticos, bando de bcta

    ResponderExcluir
  4. Eu não sei não. Era pra força nacional pegar esses cabras amarrar um por um, e jogar todos dentro desse ônibus.
    Não iria fazer falta alguma.

    ResponderExcluir
  5. Eu não sei não. Era pra força nacional pegar esses cabras amarrar um por um, e jogar todos dentro desse ônibus.
    Não iria fazer falta alguma.

    ResponderExcluir
  6. Um país onde se tem escrito na bandeira "Ordem e Progresso" e que a tempos nao progride em nada e a desordem e uma só, queria ter o prazer de falar com alguém que faz parte dos direitos humanos, pra saber onde esta a humanidade desses indeliguêntes que nao tem mais respeito e nem medo da justiça.
    A policia se matar vai presa como e o caso dos guerreiros de Mossoró que estavam fazendo uma verdadeira limpeza e foram preso pela tal guarda nacional, agora é pedir a Deus pra acabar com o mundo e separar os bons dos ruins ou voltar logo o tempo da ditadura,
    E fica a dica aos governantes:
    Nos deixem andar armados.

    ResponderExcluir
  7. Vcs conversa So bosta venha vc pega
    1814 domina tudo

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.