Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME NOME

16/11/16

CRISE: APENAS DUAS DAS CINCO AMBULÂNCIAS DO SAMU MOSSORÓ ESTÃO FUNCIONANDO



Das cinco ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que deveriam atender a toda população de Mossoró, somente duas delas estão funcionando de forma precária. A informação foi repassada pelo médico Everaldo Rodrigues,que está de plantão na unidade nesta quarta-feira, 16, a reportagem do  DE FATO.COM.
Segundo ele, apenas uma Bravo, que é de suporte básico, e uma Alfa, de suporte avançado estão atendendo aos chamados das diversas ocorrências no município. O número reduzido de veículos deixa de atender ocorrências.
“Nós estamos deixando de fazer atendimentos por causa do baixo número de ambulâncias. Hoje só estamos com duas, sendo uma Bravo e outra Alfa. Agora pela manhã houve três acidentes e só podemos ir atender um destes chamados. Ou seja, os outros dois não teve como a gente socorrer as vítimas. Lembrando ainda tem outros tipos de ocorrências, como infarto, que estamos deixando de fazer devido ao baixo número de ambulâncias”, disse Rodrigues que enfatiza a preocupação dos servidores da unidade para as constantes ameaças sofridas.
“Por causa dessa situação nós deixamos de realizar vários atendimentos e a população, em muita das vezes, não compreende a nossa dificuldade e passar a fazer ameaças para a gente dizendo que vai nos matar se a pessoa que está necessitando do atendimento morrer. É uma situação preocupante que passamos”, frisou.
Everaldo Rodrigues disse que a vida útil de uma ambulância é de dois anos, mas que tem veículo com mais de onze anos de uso o que acarreta um grande prejuízo para a população que necessita do serviço.
“A maioria das ambulâncias estão sucateadas. Temos aqui veículos com mais de onze anos de uso. Uma ambulância tem vida útil de dois anos. Falta manutenção nos veículos usados. Duas ambulâncias é muito pouco para atender a cidade toda”, desabafou o médico.
Outro ponto destacado por Everaldo Rodrigues é o atraso no salário dos médicos do Samu. Segundo ele, até esta data – 16 de novembro - , eles ainda não receberam o salário do mês de outubro. Para beber água eles estão fazendo cotas para comprar o líquido.
“É muito complicado viver nessa situação. Estamos com os salários atrasados do mês de outubro e ainda não tivemos nenhuma resposta da Prefeitura de quando irá sair o pagamento. Aqui estamos fazendo cotinha para comprar água”, finalizou.
À reportagem, a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde confirmou que apenas duas ambulâncias estão realizando os atendimentos e de que as duas que estão no conserto não tem previsão de retorno imediato.
Disse também que foram substituídas duas ambulâncias nesse ano e mais duas foram pedidas, mas que até o momento elas não vieram para o município.
A assessoria ainda salienta que o Município tem custeado os serviços do Samu juntamente com a União. Já a parte do Estado não está sendo cumprido.

Edinaldo Moreno/Da redação
foto do google.com.br

comentário(s) pelo facebook:

3 comentários:

  1. É ms um dia desses tinha uma comprando ração no jucuri

    ResponderExcluir
  2. E i dizian q rosalba foi uma governadora ruim kkkk oi ai seu robison vc mossoro ta lascado si nao alem da praga d siuveira tem robison kkkkkkk so jesus

    ResponderExcluir
  3. Acabaram com o Brasil qual foi o benefício que a copa do mundo troce pro Brasil? nada
    gastaram o dinheiro da nação

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.