Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME NOME

04/08/16

VÍDEO MOSTRA MOMENTO DA PRISÃO DE PARAIBANA EM BRASILIA QUE EMBARCARIA PARA NATAL COM 10KG DE MACONHA E 400 G DE ECSTASY



Suspeita embarcaria no DF com a droga rumo à Natal (RN). Apreensão ocorreu após inspeção de rotina; PF diz que ela admitiu crime.
Uma mulher foi presa no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, nesta quarta-feira (3) com 10 quilos de maconha e 400 gramas de ecstasy. Segundo a Polícia Federal, ela estava saindo de Florianópolis (SC) e voaria para Natal (RN). Ela foi detida e levada para o presídio feminino do Distrito Federal, popularmente conhecido por Colmeia.
A polícia afirmou que a apreensão ocorreu durante uma inspeção de rotina, por volta de meio-dia. Após abrir a mala da passageira, que não teve a idade ou antecedentes criminais divulgados, agentes encontraram as drogas. A mulher é paraibana.
De acordo com a PF, ela admitiu que transportava a maconha e ecstasy. A mulher será ouvida e um inquérito será instaurado para apurar o caso. Se condenada por tráfico de drogas, a mulher pode pegar de 5 a 15 anos de prisão.
Segundo a PF, ela também será enquadrada no artigo 40 da lei 11.343/2006, que pode agravar a pena a até 25 anos de prisão por o crime ter ocorrido em ambiente de transporte público.

Veja o vídeo AQUI!!!





G1/DF

comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Grande coisa! Basta fazer revista todos os dias nos presídios estaduais que a farra e' Grande de drogas e celulares la dentro na cara dos carcereiros diariamente. A diferença quando são presos com drogas deixam de traficar nas ruas e passam a traficar drogas no reservado ou seja dentro da cadeia.

    ResponderExcluir
  2. quem sera que coloca droga lá dentro?

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.