Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME NOME

29/03/12

Polícia Civil prende acusado de matar empregada de deputada em Mossoró



As investigações sobre a morte da empregada doméstica Cristiana Barreto Viana, de 36 anos, brutalmente assassinada no dia 26 de fevereiro deste ano, em Mossoró, chegaram ao final. O trabalho da polícia apontou Francisco Teixeira Lira Filho, de 27 anos, como o responsável pelo crime. O acusado está preso, desde o último dia 17 de março, mas a prisão foi mantida em sigilo para não dificultar o trabalho investigativo. Cristiana Barreto, que era empregada doméstica na casa da deputada estadual Larissa Rosado, foi encontrada morta em um terreno baldio no bairro de Santo Antônio, zona Oeste de Mossoró. O local é conhecido como “Estrada do Óleo”. O corpo da vítima apresentava quatro perfurações provocadas por disparos de arma de fogo na região do ombro e nas costas.(Relembre AQUI!!!)As investigações sobre o caso foram conduzidas pelo Delegado Regional de Mossoró, Clayton Pinho, pela Delegada da Defesa da Mulher Cristine Magalhães e pelo Delegado Odilon Teodósio da Divisão de Polícia do Oeste. De acordo com Clayton Pinho, Francisco Teixeira tinha uma relação amorosa com a vítima. “O casal mantinha um relacionamento às escondidas há oito meses, já que o acusado era casado. E ele atribuiu o fato da sua esposa ter ficado sabendo da traição através de Cristiana, e isso o teria levado a cometer o crime”, revela o delegado. “ Ainda segundo o delegado, Francisco Teixeira, será autuado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e com surpresa á vítima. Ele está preso do Centro de Detenção Provisória de Mossoró aonde aguarda decisão da Justiça, finaliza.

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.